Beleza

Cauterização Capilar

O que é cauterização?

Cauterização Capilar

A cauterização capilar é um procedimento que preenche o fio da raiz até as pontas com a queratina — proteína essencial para o seu crescimento e fortalecimento. Esse tratamento age como uma injeção de brilho e hidratação para cabelos maltratados pela correria do dia a dia e pelos procedimentos químicos.

A cauterização é um tratamento que cicatriza a cutícula do cabelo para que as proteínas depositadas permaneçam por mais tempo nos fios. Ela corrige a estrutura capilar através de meios energéticos chamados agentes catiônicos, que recuperam as fibras capilares.

Uma explicação mais popular definiria a cauterização como uma reconstrução profunda, que sela as escamas dos fios e suaviza as pontas duplas, o que permite eliminar o aspecto arrepiado dos cabelos. A cauterização é uma reestruturação capilar. É um tratamento que faz a cicatrização das cutículas do cabelo através de hidratações com produtos especiais.

Qual a função da cauterização?

A principal função da cauterização é recuperar a elasticidade do cabelo, já que o tratamento age do córtex até as cutículas, por dentro do fio. Ou seja, a cauterização é uma hidratação profunda que sela as escamas dos fios e suaviza as pontas duplas, melhorando a aparência dos cabelos, deixando-os com mais saudáveis.

Na cauterização faz-se o uso da queratina (que é uma proteína importantíssima na composição de diversas estruturas no nosso corpo). Ela vai agir restaurando a camada externa dos fios. É possível perceber quando os cabelos carecem de queratina: os sinais são cabelos quebradiços , opacos e ásperos.

Queratina

Cauterização Capilar

Um dos principais componentes do cabelo é a queratina. Quando os fios perdem esse nutriente ocorre um desgaste da fibra capilar; os cabelos ficam secos, quebradiços, porosos e sem vida. A cauterização é uma técnica para repor essa queratina perdida.

A queratina é o componente essencial do fio, formado por aminoácidos que preenchem as fissuras e recompõem a fibra do cabelo. Além disso, a queratina penetra na cutícula do cabelo, hidratando e restaurando fio a fio, devolvendo a maciez, o brilho e repondo a queratina natural do cabelo.

Importante saber que não se trata de um procedimento químico. Porém, o excesso da queratina enrijece os fios dando o efeito reverso, causando o ressecamento, rigidez e quebra. Além disso, cuide para que a chapinha esteja na temperatura recomendada por especialistas, que é de, no máximo, 200°C.

Na hora de comprar a queratina, é preciso verificar se ela é SEM ENXÁGUE. Isso porque existem alguns tipos de queratina que devem ser enxaguadas do cabelo logo após a aplicação. Fique atenta!

Cauterização Capilar

Como é feita a cauterização capilar?

O tratamento de cauterização pode ser feito em salão de beleza ou em casa. Para obter um resultado mais eficiente, principalmente em cabelos mais ressecados, o ideal é que seja feito por profissionais em salão. Para manter os cabelos sempre hidratados, o procedimento pode ser feito em casa com kits de cauterização disponíveis no mercado.

Passo-a-Passo para Cauterização no Salão

  • Os cabelos devem ser lavados duas vezes com shampoo antirresíduos para abrir as escamas e prepará-los para a máscara de hidratação.
  • Antes de receber o creme, é importante secar com uma toalha para tirar o excesso de água.
  • Depois, os cabelos são separados em mechas para receber o creme e um reestruturador à base de colágeno. Deixa-se agir por 20 minutos e então enxágua-se.
  • Após retirar todo o produto, é aplicado um composto a base de queratina.
  • Assim que todo o cabelo receber a queratina, novamente mechas serão separadas para serem secas com secador. Em seguida, passa-se a chapinha para a queratina penetrar nos fios com maior eficiência.
  • Para finalizar, os cabelos recebem óleo de silicone para abaixar ainda mais os fios, principalmente os novos.
  • Vale lembrar que cada cabelo requer um tipo diferente de hidratação, pois cada tipo pode apresentar diferentes graus de ressecamento ou estrutura. O profissional deve analisar as necessidades do fio e determinar o método a ser usado.

    Passo-a-Passo para Cauterização em Casa

  • Use o shampoo antirresíduos; ele abre as cutículas para que o tratamento penetre com mais facilidade.
  • Aplique a máscara de hidratação. Deixe agir por 15 min e enxágue em seguida.
  • Tire o excesso da água com a toalha.

  • Espalhe a queratina líquida pelos cabelos até que fiquem úmidos. Depois escove com a ajuda do secador.
  • Em seguida, passe a chapinha cuidadosamente em mechas pequenas para selar a queratina nos fios.
  • Cuidados para a Cauterização em Casa

    Os erros mais comuns para quem realiza esse procedimento em casa são: não cronometrar o tempo corretamente, não retirar o excesso de água e produtos e não preparar os fios com um protetor térmico. Mas o erro mais perigoso de todos está no momento da selagem.

    Chapinhas e secadores comuns podem atingir temperaturas de cerca de 230ºC. O problema é que utilizar a chapinha em uma temperatura maior que 200ºC pode queimar as fibras capilares, aumentando a quebra e o frizz, e comprometendo a saúde dos fios permanentemente.

    Até mesmo o manuseio desses aparelhos exige uma técnica especial para selar a cutícula dos cabelos e reter o produto na fibra capilar. É preciso prestar atenção na distância entre a chapinha e a raiz e saber o número exato de vezes que ela pode ser passada em cada mecha.

    Cauterização Capilar

    Cauterização Capilar alisa os cabelos?

    A cauterização capilar é uma técnica de hidratação profunda dos cabelos, que não alisa os cabelos, mas que devido ao seu poder hidratante deixa os cabelos mais macios, sedosos e com a aparência mais lisa devido ao seu fator anti-frizz.

    Por seu efeito extremamente reconstrutor, a cauterização pode causar a impressão de fios mais lisos. Mas a sua ação sozinha não é capaz de alisar os cabelos, e sim deixá-los mais macios, sedosos e sem o frizz, que causa uma aparência mais volumosa.

    Se você tem cabelos crespos ou cacheados e tem medo de mudar a textura dos fios, pode ficar tranquila: somente substâncias como a amônia, a guanidina e o hidróxido de sódio possuem uma ação alisadora.

    Diferença entre Hidratação e Cauterização

    A hidratação capilar é um tratamento essencial na rotina de cuidados capilares de todas as mulheres, até mesmo as que já possuem cabelos saudáveis. Realizada uma vez por semana ou a cada quinze dias, ela é capaz de repor a água perdida naturalmente pelos cabelos e nutrir os fios. Sua ação fica ainda mais potente quando aliada a pequenas gotas de óleo de argan, jojoba ou de óleo de coco.

    Não há contraindicações ou restrições à hidratação, desde que você use os produtos ideais para o seu tipo de fio — seja ele seco, normal ou oleoso — para a textura do seu cabelo (crespo, cacheado, ondulado ou liso) e, claro, para os efeitos que você deseja ter, como fios mais macios, sem frizz, menos oleosos ou mais brilhantes.

    Já a cauterização capilar age de maneira mais profunda do que uma hidratação comum, além de usar o calor como aliado. Sua ação consiste em reestruturar completamente o fio, devolvendo a queratina e nutrientes perdidos, e fazendo com que permaneçam “presos” na camada interna da fibra capilar.

    Cauterização Capilar

    Quando fazer uma cauterização capilar?

    Não são todos os cabelos que podem se submeter a uma cauterização capilar. Antes de se submeter ao tratamento, é necessário avaliar a real situação dos fios: se eles possuem muitas pontas duplas, se estão quebrando com facilidade ou se estão realmente danificados.

    Mesmo sendo um componente que dá vida aos fios, o excesso de queratina pode causar o efeito contrário em cabelos que já estão saudáveis, chamado pelos cabeleireiros de “rebote”. Se você já possui um fio saudável, corre o risco de sair do salão de beleza com um cabelo mais áspero, endurecido e quebradiço.

    Então, quando é aconselhável fazer uma cauterização capilar? A resposta é simples: cabelos que quebram com facilidade ao pentear, com excesso de frizz, ressecados, que passaram por processos químicos como alisamentos, relaxamentos e escovas progressivas ou que são coloridos ou descoloridos com frequência são os que podem se submeter a esse tratamento.

    Cauterização Capilar

    Considerações Finais

    A vantagem da cauterização está em agir mais profundamente na fibra capilar. Mas os tratamentos não devem ser substitutos, e sim complementares no cuidado com os cabelos. A hidratação semanal, com máscaras indicadas ao seu tipo de cabelo, é capaz de minimizar os problemas causados por agentes externos, nutrir e prolongar os efeitos obtidos com a cauterização.

    Muitas pessoas apostam na cauterização capilar fria, que pode vir até mesmo em máscaras que aliam os ativos hidratantes à queratina, mas os cabeleireiros garantem que o segredo do tratamento está em selar os fios com a ajuda da chapinha. O calor ajuda a “prender” o produto nos fios, fechando as cutículas e potencializando os efeitos por mais tempo.

    Assim como a nanoqueratinização, a cauterização é um tratamento que utiliza a queratina como aliada na sua ação reconstrutora. No entanto, esse tratamento possui uma ação mais rápida e já é capaz de devolver a maciez, o brilho e a força aos fios já na primeira sessão.

    Quem escolhe a nanoqueratinização precisa de algumas aplicações para obter os resultados que deseja. O que para algumas pessoas é uma desvantagem também pode ser um benefício, já que esse tratamento utiliza partículas menores que ajudam a evitar o acúmulo da queratina nos fios e um eventual efeito rebote.

    Cabelos que se submeteram a qualquer procedimento químico ou alisamento devem esperar de uma semana a quinze dias para recorrer a cauterização, principalmente se houver uso de formol. As substâncias desses procedimentos podem causar um endurecimento dos fios, e consequentemente, a quebra.

    Mostre mais

    Revista Oralmédica

    É uma publicação impressa e digital da Clínica Oralmédica e da divisão Viaodonto Franquias©. Assuntos de nutrição, psicologia, odontologia, medicina, beleza, bem-estar entre outros de vida e saúde em geral são os principais enfoques, no entanto não substitui em hipótese alguma a consulta profissional.

    Artigos relacionados

    Fechar